Related Posts with Thumbnails
RSS

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Lembra de mim????


Sophie Kinsella - Lembra de mim?

Título original: Remember me?
Editora: Record
Ano: 2009
Páginas: 399


Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

Comentários:

Gostei muito desse livro. Sua leitura foi agradável, divertida e romântica. Sophie Kinsella tem um jeito gostoso de nos envolver. Ela sabe criar personagens meio atrapalhadas, mas profundamente vulneráveis e humanas. Difícil sair indiferente, não torcer pelo final feliz...
Bom... Lexi gosta de cores vivas, risadas, pequenas coisinhas com brilho e alguma bagunça. Seu guarda roupa é composto por peças de liquidações e, nem de longe, há algo de estilistas famosos. Ela está ligeiramente acima do peso, seu apelido é Dente Torto, seu cabelo tem personalidade forte (do verbo: não aceita ficar liso e arrumado!), suas amigas são malucas, mas adoráveis e namora o Dave Fracasso. Nada disso é tão ruim assim, né?! Pelo menos, até que ela sofre um acidente e perde a memória. Ela acredita que a sua vida continua assim e que está em 2004, mas agora o ano é 2007. E tudo está diferente. Ela está em forma, com os dentes perfeitamente alinhados e brancos, cabelos de uma cor linda e lisos, mora em loft inteligente, tem um marido gato, rico e apaixonado. Sua vida não poderia estar mais perfeita!!!
Mas ela precisa descobrir como sua vida mudou tanto. Cadê os brilhos? Suas roupas são chiques e da alta moda, mas tudo é bege e preto... O que aconteceu com as suas amigas? E quem é aquele homem - e não é o seu marido! - que afirma que a ama e que ela também o ama? Como ela virou a Naja, a Vaca-chefe-do-inferno? É... sua vida não é tão perfeita quanto parecia...

Esclarecendo alguns pontos:

* O Eric pode ser lindo e rico, mas é um chato. É egocêntrico demais para o meu gosto. Não agüentava mais, assim como Lexi, o seu estilo loft de vida... Sem chocolate, sem batata-frita, nada pode estar fora do lugar. Tudo muito caro, mas totalmente frio e impessoal. E aquele tal Manual de casamento... aff! Ninguém merece!

* Já o Jon... é tudodibom! Simples, sincero, desarrumado, compreensivo, romântico... Ele a escuta, compreende e apóia sempre. É fofo como parece sempre triste, mas esperançoso. Afinal, ela não lembra nada do que viveram...

* Através da Lexi, aprendemos que devemos ter cuidado com nossos sonhos.
Lute por eles, mas não se corrompa pelo poder que bate ao sabê-los realidade. Não se perca no caminho, não deixe de valorizar as pequenas coisas da vida. Dinheiro é bom, mas não nos conforta nas horas tristes, não faz com que outras pessoas gostem, sinceramente, de nós. E ele se acaba, o verdadeiro amor não.

Destaques românticos:

1.
“Eu não sei como te dizer isso", ele diz. "Então eu vou simplesmente te falar." Ele respira, então parece mudar de ideia e se aproxima, estudando meu rosto. "Você realmente não lembra? Você não está fazendo algum tipo de jogo comigo?"
"Lembrar do que?", eu digo, completamente desconcertada.
"Ok, ok." Ele se vira e continua andando, passando suas mãos pelos seus cabelos pretos, deixando-o bagunçado em cima. Finalmente ele se vira para me encarar novamente. "É o seguinte. Eu te amo."
"O que?" Eu olho para ele confusa.
"E você me ama", ele continua, sem me dar tempo para dizer qualquer outra coisa. "Nós somos amantes."


2.
“O que você quer?" Finalmente eu me viro para encarar Jon, sem outra opção. "O que você quer que eu faça?"
"O que eu quero?" Ele pausa, suas sobrancelhas emaranhadas como se ele estivesse pensando sobre isso. "Eu quero que você fale para o seu marido que você não o ama, venha comigo e comece uma nova vida comigo." (...) "Eu te amo. Você me ama. Verdade. Você tem que acreditar na minha palavra desta vez".

3.
“Ele está tão perto que eu posso sentir seu hálito suave na minha pele. Os olhos deles não deixam os meus.
"E isso significa alguma coisa pra você?" Ele levou suas mãos para o meu rosto, envolvendo minhas bochechas, acariciando minha pele com seus dedos.
"Não", eu engulo.
"Isto?" Ele se inclina para baixo e beija meu pescoço.
"Pare!" Eu digo rapidamente, mas eu mal consigo pronunciar as palavras. E além do mais, eu não quero dizer isto. Minha respiração fica mais curta a cada momento. Eu me esqueci de todo o resto. Eu quero beijá-lo. Eu quero beijá-lo de um jeito que eu não queria beijar o Eric.
E então está acontecendo. A boca dele está na minha e o meu corpo inteiro está me dizendo que esta é a coisa certa a fazer. Ele tem o cheiro certo. Ele tem o gosto certo. Ele é certo. Eu posso sentir os seus braços me envolvendo firmemente. Meus olhos estão fechados, eu estou me perdendo, isto é tão certo...

É isso!
Até o próximo livro com coração...

5 corações despertados:

Rafaela disse...

Oi Milla! Já mandei o e-mail com meu end, tá?
Tem selo com meme pra vc no meu blog!
Bjs

Bia disse...

Oi Camilla!!
Os chick-lit não são meus preferidos, mas essa história me pareceu bem interessante, ainda mais os trechos que você colocou! Amei!

Bjs

Débora Lauton disse...

ai... eu quero ler...
Adorei os comentários...

beijos,
Dé...

Mariane disse...

Oiiii... adorei ler seu post, estava mesmo querendo saber a respeito do livro e uma opinião!
Bom final de semana...

Bjinhus :)

Fernanda disse...

Aaaaaai, gostei da dica! Já anotei! :)