Related Posts with Thumbnails
RSS

sábado, 10 de abril de 2010

Desafio Literário 2010 - Março!


Emily Brontë - O Morro dos Ventos Uivantes.

Título Original: Wuthering Heights
Editora: Lua de Papel
Páginas: 292
Ano: 2009


Da Wikipédia:

O patriarca da família Earnshaw resolve fazer uma viagem e lá resolve adotar um pequeno órfão, que todos acham ser um cigano, porém sua procedência não é revelada em hora alguma da narrativa, ao qual denominam Heathcliff. Toda a afeição que o pai logo demonstra pelo menino enciuma seu filho legítimo Hindley, que acha que está perdendo a afeição do pai para o menino. Sua irmã, Catherine, se afeiçoa por Heathcliff. Quando o Sr e Sra Earnshaw morrem, Hindley sujeita Heathcliff a várias humilhações. Este passa a ficar bruto e melancólico. Apesar do amor entre ele e Catherine, ela decide casar com Edgar Linton, por esse ter melhores condições de sustê-la que Heathcliff.

Comentários:

Infelizmente não pude terminar a leitura do livro no mês de março, já que, como alguns sabem, eu fiquei doente e ainda estou me recuperando. Mas o que me deixa um pouco menos triste é que, pelo menos, consegui ler e resenhar na primeira semana do mês de abril. Então, deixando de lado as explicações sobre o atraso, vamos aos detalhes do livro em questão.


“Catherine, disseste que eu te matei… pois persegue-me agora com o teu fantasma!… Sei que a vítima persegue o seu assassino. E sei que andam almas penadas pela terra. Fica comigo para sempre… toma qualquer forma… enlouquece-me! Mas não me deixes neste abismo onde não te possa encontrar! Oh, Senhor! É inexprimível! Não posso viver sem a minha vida! Não posso viver sem a minha alma!”

Se você procura por uma história de amor linear e com final feliz, este não é o seu livro. É uma história de amor, de paixão, de enganos, de vingança, destruição... um amor triste, sombrio, intenso, amaldiçoado entre o pequeno adotado e a herdeira mimada.

O próprio ambiente descrito, O Morro dos Ventos Uivantes, é um espaço sombrio e tempestuoso que reflete diretamente o clima da história, de mistérios e descobertas.

Somos apresentadas aos personagens através do olhar do Sr. Lockwood, novo inquilino de Heathcliff. E, a partir de sua curiosidade a respeito dos moradores da fazenda, conhecemos a história de amor (e ódio) entre Catherine e Heathcliff narrada pela governanta Nelly.

Se não é apenas uma história de amor, mas de obsessão, poder e inveja, já é possível imaginar que a combinação desses sentimentos acabaria em destruição e sofrimento para as partes envolvidas.
Essas ações, realizadas a partir de insegurança e vingança, humanamente primitivas, acabam por gerar sentimentos complexos dentro da gente. Até que ponto podemos aceitar e defender as atitudes de Heathcliff e desculpar a insegurança e infantilidade de Catherine? Será que o amor pode tanto unir quanto destruir corações?

De qualquer forma, o livro e suas personagens exercem tal fascínio, que a história desse amor sombrio e letal atravessa a barreira do tempo, atraindo gerações, afinal aponta a natureza nua e crua do ser humano e um amor que, mesmo desgraçado, encanta.

Saldo:

Altamente positivo. Recomendo para quem gosta de romances diferentes, bem ao estilo gótico.

É isso!

Até o próximo livro com coração...

10 corações despertados:

Fernanda disse...

Li esse livro muito tempo atrás... não gostei, mas eu era mto nova, tenho vontade de ler de novo pra ver se mudo de opinião. Sua resenha ficou ótima! :)

Bjs

Luka disse...

Camilla,
Também li esse livro no Desafio Literário.
Gostei demais, sofri demais, passei raiva demais. O livro é muito intenso.
Emily Bronte realmente estava a frente de seu tempo.
Beijos
Luka.

Lariane disse...

li qndo era muito menor sem entender a profundida, ainda quero reler!

Celsina disse...

Eu simplesmente ameiii esse livro, já li duas vezes e ainda quero ler de novo! rsr
Heathcliff é PERFEITO!

Bjss!

Cel,
www.umajanelasecreta.com

Débora Lauton disse...

São tantas as opiniões sobre esse livro que eu morro de curiosidade...
Adorei a resenha... que bom que mesmo depois do prazo, você nos presenteou...

beijos,
Dé...

Kézia Lôbo disse...

Esse realmente deixa o coração despedaçado!!!
AMo é um dos meus favoritos!!!

Nanda disse...

Ei Camila,

Eu gostei muito do livro, a narrativa é forte e o desfecho é bem diferente do que todo mundo espera.
Para mim é um livro mais de ódio do que de amor, mas acho algumas construções lindas e muito marcantes.

bjo

Vivi disse...

Querida, que bom que melhorou! Afinal, sua presença é querida dentro e fora da net. Força sempre, garotinha.
Quanto ao livro, escolha mais que perfeita. Esse livro é para mim inesquecível. Fico feliz que tenha apreciado a leitura.

Beijocas

Tathynha™ disse...

Ele é bem profundo... e achei tbém que é bem dramatico... e muitas vezes triste... Não é o tipo de livro q gosto... Mais a vontade de saber o final era tanta que me fez terminar o livro... rsrsrs

Cíntia Mara disse...

Oi, Camila!

Vejo esse livro numa coleção de clássico do meu pai desde que eu era pequena. Sempre achei o título muito sombrio, morria de medo. Mas cada vez que vejo uma resenha, fico com mais vontade de ler. Está lá esperando, junto com mais uns trinta e tantos, rs.

Ótima resenha :)

Beijos