Related Posts with Thumbnails
RSS

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Crepúsculo - O Filme.


Crepúsculo (Twilight).

Como falar desse filme – após tantos comentários - sendo imparcial?

Impossível. Primeiro porque eu adorei. Sabe quando gostamos muito de alguma coisa, mas não sabemos explicar e apontar algo específico? É como me sinto nesse caso.

Segundo, eu assisti ao filme antes de ler o livro. Talvez isso explique tudo. Mas sei bem a diferença entre obra e adaptação. A adaptação sempre perde. O tempo é outro... curto, rápido! Com isso, não quero justificar algumas cenas de “encher lingüiça!” que poderiam ser substituídas por outras bem mais fundamentadas e importantes no contexto da obra.

Terceiro, o ator que interpretou o Edward Cullen, Robert Pattinson, foi perfeito. Ele tem uma beleza exótica (para não dizer que é lindo de matar! kkkkk) e ainda é músico, assim como o personagem. Dessa forma, acho que ele conseguiu captar o sentimento e sofrimento do Edward.
Então, quando ele apareceu na tela... gente, eu confesso que me juntei ao coro de adolescentes nos gritos, suspiros e coisitas mais...
Inclusive, ele gravou duas músicas para a trilha sonora. E ainda tem outras canções em gravações caseiras, mas muito boas.
Quem quiser baixar, clique aqui!

Já a Kristen Stewart, atriz que interpreta Bella, não me convenceu... Acho que ficou um tanto apagada, o que a salvou foi a força da personagem e as cenas românticas com o Rob.


O filme, como comentou uma amiga minha, ficou teen. Tudo bem que os personagens são adolescentes... algumas interessadas simplesmente na roupa que compraria para o baile, mas os principais são tão fortes que são atemporais. Que amor, pelo menos no início, não é proibido? Quem não fica inseguro como adolescente em algumas ocasiões, mesmo com uma idade tida como “madura”?

Vou comentar as melhores cenas (minha opinião, tá?!):

1 - Aparição do Edward.

Essa é a cena mais, digamos, impactante para os corações fracos e apaixonados por Edward Cullen.

Primeiro aparecem os dois casais de vampiros Cullen: Vitória e Jasper, Rosalie e Emmett.

Depois - Que rufem os tambores!!! - entra o nosso amado Ed com um sorrisinho de "Eu sei o que você está pensando!"

*****suspirando*****

2 - O "quase" atropelamento.

Para quem foi ou vai assistir sem ter lido o livro, descobrimos juntamente com Bella que Edward Cullen é bem mais do que um simples aluno bonito e estranho da escola. Ele tem uma força incomum e a salva.

Superman? Peter Parker? - Ela pensa.
Ou o vilão? - Ele diz isso em outra parte.


3 - Lá vem o médico: Carlisle Cullen.

Bella vai ao hospital após o quase atropelamento... E quem é o médico que a atende?

Carlisle Cullen. O pai adotivo, TDB-Nós-também-pegávamos!, de Edward.

Versão loira desse (Peter Facinelli) da foto acima... Ele fica bem de qualquer jeito!!!
Outra gritaria e assovios na sala do cinema...


4 - O beijo.

Preciso comentar?????

Ele a pede para ficar parada... pode????

5 - Edward x James.

A sequência da briga entre Edward e James é ótima! Ele precisa matar James para salvar o pescoço de Bella.
A família Cullen chega e ajuda a conter a fúria de Edward.


Enquanto isso, Bella está sendo contaminada pelo vampirismo e Edward precisa retirar o sangue contaminado. Ele conseguirá parar a tempo?

6 - Cena final de Edward e Bella - baile.

Mordida - ela.
Beijo - ele.

Muito fofo...

Não vou contar...
Se quiser saber, veja o filme!!!

Assistir ao filme me fez querer ler o livro. E isso, em si, já é muita coisa. Em um país conhecido pelo baixo número de leitores, convencer alguém a ler qualquer livro já é uma vitória. Digo isso não tanto por mim – leitora compulsiva e viciada – mas por várias pessoas que saíram da sessão comentando sua vontade de ler o livro.

Algumas coisas não precisam ser explicadas e nem perfeitas para conquistarem nossa aprovação. Às vezes, alguns detalhes acertados contribuem para deixar o todo gostoso e interessante. Crepúsculo, enquanto filme, poderia ter sido bem melhor se fosse totalmente fiel a obra, mas agradou... Isso é o que importa.

Até o próximo filme da série... já aguardando ansiosa!!!

Só para dar um gostinho na boca:

"Antes de você, Bella, minha vida era uma noite sem lua. Muito escura, mas haviam estrelas - pontos de luz e razão... E aí você apareceu no meu céu como um meteoro. De repente, tudo estava pegando fogo; havia brilho, havia beleza. Quando você não estava lá, quando o meteoro caiu no horizonte, tudo ficou escuro. Nada havia mudado, mas os meus olhos haviam ficado cegos com a luz. Eu não conseguia mais ver as estrelas. E não havia mais razão pra nada."

Eu queria acreditar nele. Mas essa era a minha vida sem ele que ele estava descrevendo, não o contrário.

“Seu olhos irão se ajustar.” Eu resmunguei.

“Esse é o problema – eles não podem.”

In: Lua Nova.


1 corações despertados:

Ana Paula disse...

Aiaiaia, concordo com vc...tbm fui ler o livro depois de olhar o filme...mas mesmo sendo fraquinho, comparando os dois, gostei, amei me apaixonei...
Tbm sou uma leitora viciada...
agora estou esperando Ecilpse...

bjinhus...adoro seu blog!!!