Related Posts with Thumbnails
RSS

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Desafio Literário - Nudez Mortal


J. D. Robb (Nora Roberts) - Nudez Mortal.

Título original: Naked in Death
Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 350

1º livro da Série Mortal.

Sinopse:

Estamos no ano 2058; a tecnologia governa o mundo por completo. Eve Dallas é uma detetive da Polícia de Nova York que tem que lidar com um caso que cheira a escândalo: a neta de um senador é assassinada, e a vida secreta de prostituição que a vítima levava é revelada. O caso, de alta repercussão, leva a tenente Eve Dallas aos fechados círculos da política e da sociedade de Washington.

Comentários:

Eu sei que estou super-hiper-mega atrasada ao falar da Série Mortal... mas hão de me perdoar os que conhecem a realidade financeira de uma estudante que, sabendo disso, procura evitar os livros de livraria da diva Nora Roberts e, ainda mais, as séries demasiadamente longas... O que posso fazer? Ser pobre é soda! :P

Mas como nunca é tarde demais e podemos sempre apelar para as trocas, finalmente consegui o meu exemplar de Nudez Mortal. Assim, quando vi o tema de agosto - romance policial - do Desafio Literário, não poderia ter escolhido outro, não é? Afinal, precisava urgentemente tirar o atraso e ser apresentada ao Roarke (pelo qual várias amigas suspiram. Agora entendo e aumento o coro dos suspiros! hehehe).

A história?


"– Não posso me permitir ficar com você, Roarke. Não posso me dar ao luxo de me envolver com alguém.
Ele deu um passo à frente, colocou as mãos no encosto do sofá e a deixou presa entre os dois braços.
– Eu também não posso me dar ao luxo de ficar com você, mas isso não parece me importar."


Bem, bem... alguém por aí ainda não leu? De qualquer forma...

Uma policial com o firme propósito de punir os infratores e esquecer seu passado.
Um milionário irlândes charmoso de sobrenome e passado desconhecidos que é muito suspeito...
Um crime bárbaro que envolve uma acompanhante sexual que é neta de um Senador altamente conservador.

Assim, a tenente Eve Dallas é convocada e assume a investigação desse assassinato. Em meio à investigação, surge o nome de Roarke como possível suspeito. Ele é um milionário famoso que guarda muito bem sua vida pessoal.

Pressionada pelo círculo político aliado ao Senador, Eve precisa investigar e descobrir o quanto antes o responsável pelo crime que parece ser o primeiro de seis.
Ao encontrar com Roarke no enterro da vítima, percebe que ele não é o assassino, mas é um homem perigoso demais para seu coração.
A atração é imediata e Roarke não quer perder a chance de conhecer melhor aquela policial durona.
Mesmo que Eve tente não se envolver, levando em conta que ele ainda está na lista de possíveis suspeitos, não consegue resistir.

Eve poderá se manter imparcial cada vez que a investigação apontar para Roarke? Será que todo esse mistério encobre uma personalidade diabólica e fria? Essa busca pelo verdadeiro culpado pode arriscar tanto seu distintivo quanto seu coração...

O que achei?

Será que a Nora escreve um livro por dia? ou por minuto? ;)

O que posso dizer que todas já não disseram antes?
Eu simplesmente amei esse livro! A história é bem montada, com os crimes e a investigação de Eve. Fiquei tão envolvida com a narrativa que era difícil e angustiante parar.
Outro ponto forte é que a autora soube dosar bem a história de amor para que essa não encobrisse os crimes e a investigação, o que é mais importante no gênero policial.
Mesmo que você já consiga imaginar alguns detalhes e quem seja o verdadeiro culpado, ficamos totalmente surpresas com o desfecho. Achei isso ótimo! É sempre melhor quando somos surpreendidas...
As personagens são cativantes. São duas pessoas que carregam cicatrizes internas que ditam seus comportamentos: são auto-suficientes, com poucos amigos e não querem relacionamentos profundos. Mesmo tão parecidos, Eve e Roarke são opostos. E como bons opostos, se atraem...
O romance vai surgindo aos poucos em meio às desconfianças e aos muros interiores cuidadosamente construídos. É interessante observar que mesmo sendo dura enquanto tenente, Eve vai amolecendo e se descobrindo cada vez mais mulher.
Também... com um homem desses... quem não seria? Ui!
Roarke é ma-ra-vi-lho-so e deve constar na lista das melhores personagens masculinas da história! Ao mesmo tempo que é implacável, é capaz de gestos tão doces...

Enfim, temos aqui um livro policial que mistura crimes e investigações ao romance, montando uma história ágil e envolvente que já conquistou e continua conquistando milhares de fãs a cada nova aventura lançada. Recomendo!

A Série Mortal já conta com mais de 35 títulos. Sendo que o 14º será lançado no próximo mês.

É muito livro para pouco dinheiro... como faz?

É isso!
Até o próximo desafio...

5 corações despertados:

Luka disse...

Camilla,
Já era ! Depois que você lê Nudez Mortal você fica completamente viciada por Roarke. Ai, ai que personagem ... Não tem jeito não ! Tem que pedir os livros da série Mortal de aniversário, Natal, dia do amigo etc...

Beeeijo
Luka.

ps. Saudades :-)

Vivi disse...

Como ela escreve em escala industrial, né? Penso que ela deve ter uma equipe de escritores ao seu lado...apenas uma dedução, aliás tudo a ter ver com tema do desafio..rs
Òtima resenha!

Bjs

Lariane disse...

tenho medo do rOARKE!

Bibliólatras disse...

Oi Camilla, tudo bem?
Deixamos um selinho pra você em nosso blog: http://alturl.com/tm9zz

Beijos!

Beli disse...

Sou louca para ler essa série! ADoro Nora... E eu acho que ela produz livro por minuto... é muita coisa mesmo!!!